Instituto TIM

Tag: preparação

13
dez

Um dia de preparação para a Feira no Workshop III

Elaboração de slides e materiais e treino de pitches: as atividades dos grupos de Academic Working Capital 2017 no segundo dia do Workshop III tiveram foco total na Feira de Investimentos, que será realizada em 13 de dezembro. Os grupos também assistiram a uma palestra e tiveram um momento final de integração, encerrando o Workshop III com muita descontração e altas expectativas para a Feira. As atividades aconteceram no prédio de Engenharia Mecânica e Naval da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP).

Saiba como foi o primeiro dia do Workshop III

awc_12_2017_0422

Para abrir a programação do dia, Miguel Chaves, da equipe de AWC, conduziu uma palestra sobre networking. Ele reforçou a necessidade de manter uma rede de contatos profissionais e deu dicas para fazer novos contatos, mantê-los e até mesmo descartá-los, caso estejam atrapalhando de alguma forma. Uma recomendação importante é estabelecer laços que vão além do mundo dos negócios. “Sempre, em qualquer conversa, não vá para vender, vá para conhecer”, disse.

awc_12_2017_0361

Após passar o resto da manhã trabalhando em seus slides de apresentação, os grupos se reuniram no auditório para conhecer os seis grupos selecionados para apresentar um pitch na Feira de Investimentos. Diogo Dutra, coordenador de conteúdo de AWC, explicou que a escolha dos grupos levou em consideração a participação e a performance durante o ano. Os selecionados foram RT AirQual, plataforma voltada para atletas de rua que monitora a qualidade do ar; RoadieBot, dispositivo que permite o controle a distância de amplificadores de guitarra e baixo; Road Labs, sistema de mapeamento de irregularidades em autopistas; SelfUp, aplicativo que ajuda coaches a gerenciarem seu trabalho; Detec, sistema de monitoramento de vazamento de amônia em indústrias de refrigeração; e Dear Grand, equipamento que monitora condições físicas e localização de pacientes com Alzheimer.

awc_12_2017_0528

Em seguida, foi a vez de praticar o pitch. Todos os grupos, inclusive aqueles que não foram selecionados para se apresentar na Feira, fizeram seus pitches e receberam feedbacks da equipe de AWC e de seus colegas via Slack. O dia foi encerrado com um momento de integração, em que os estudantes receberam certificados de participação e camisetas do programa. A equipe de AWC ainda preparou uma brincadeira e premiou cada grupo em categorias criativas, como time mais sintonizado (RoadieBot) e equipe sempre alerta (Detec).

awc_12_2017_0519

Equipe AWC e participantes compartilharam suas impressões sobre todo o trabalho desenvolvido ao longo do ano. “Nunca pensei que fosse aprender tanto sobre empreendedorismo em um ano como aprendi aqui”, afirmou Caio Feitoza, do grupo Send Care. “Vocês fizeram a gente acreditar mais nas nossas potencialidades”, acrescentou Indaiá Gehlen, do grupo Embalagens Ativas. Diogo falou que o trabalho de AWC tem o intuito de dar um norte para ajudar os estudantes a se sentirem mais confiantes para empreender e destacou o orgulho que sente pelo empenho de todos.

awc_12_2017_0639

 

 

Notícias relacionadas:
– Grupos de AWC se preparam para a Feira de Investimentos
– Fusion e NanoTropic: aprendizados na Feira de Investimentos 2016
– Expectativas em alta para a Feira de Investimentos

07
dez

Grupos de AWC 2017 se preparam para a Feira de Investimentos

As últimas semanas estão sendo corridas para os grupos de Academic Working Capital 2017, mas por um bom motivo: eles estão se empenhando para apresentar seus projetos da melhor forma possível na Feira de Investimentos. Neste ano, o evento que marca o encerramento da edição será realizado no dia 13 de dezembro, a partir das 10h, no Parque Tecnológico do Estado de São Paulo (São Paulo-SP). Os grupos terão a oportunidade de apresentar suas soluções em estandes individuais para investidores e outros players do mercado, e os cinco grupos que se destacaram no ano farão pitches a uma banca de especialistas convidados.

Inscreva-se gratuitamente para participar da Feira de Investimentos AWC 2017

André Perez e Luíza Zuvanov estão coletando feedbacks sobre a plataforma BeThink para aprimorar a solução até o dia da Feira. Os estudantes de Engenharia Elétrica na Universidade de São Paulo (USP) e Ciências Biológicas na Universidade de Brasília (UnB) criaram uma ata de laboratório eletrônica e mobile para auxiliar e melhorar a produtividade de cientistas e pesquisadores. Dez laboratórios do Instituto de Ciências Biomoleculares da USP e três laboratórios do Instituto de Ciências Biológicas da UnB estão testando o produto.

Uma das dificuldades da dupla é mostrar para quem está fora do ambiente acadêmico os benefícios da solução. Na Feira, André e Luíza pretendem disponibilizar um smartphone ou computador para que os visitantes possam navegar pela plataforma e conhecer suas funcionalidades. Eles também estão elaborando uma identidade visual mais chamativa e estudando a melhor abordagem para o pitch, caso sejam selecionados. A expectativa é chamar a atenção de pelo menos um investidor. “Quando falamos em investidor, não necessariamente falamos em dinheiro”, explica André. “É alguém que possa ajudar com inputs, orientações, que abrace o projeto.”

awc_tim_07-2017_1428

Por sua vez, o grupo Colloc tem o pitch na ponta da língua, mas está pensando na melhor forma de apresentar a solução em seu estande. A equipe formada pelos estudantes de Engenharia Civil Vitor Leineker e Guilherme Pereira e de Ciência da Computação Naian Barros e Guilherme Lopes, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), já realizou pitches em eventos ligados a empreendedorismo – inclusive, o grupo conquistou o 6º lugar no Demoday Paraná 2017, promovido pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano do Paraná.

A plataforma Colloc permite que empresas disponibilizem e aluguem equipamentos pesados de construção civil. Até o momento, há cerca de 15 clientes e 80 equipamentos cadastrados para locação na plataforma. Mais de 20 aluguéis já foram realizados com a solução, e o grupo recebe uma comissão em cima de cada operação. Uma das estratégias dos estudantes para a Feira é tentar gravar depoimentos dos clientes em vídeo para apresentar no estande. “Preparamos um material gráfico muito bom, melhoramos a nossa marca”, conta Vitor. O grupo pretende aproveitar a Feira para fazer contatos que possam ajudar a expandir a operação do Colloc para São Paulo futuramente.

 

 

Notícias relacionadas:
Fusion e NanoTropic: aprendizados na Feira de Investimentos 2016
Expectativas em alta para a Feira de Investimentos
Participe da Feira de Investimentos AWC 2017